O I Seminário Online do MaRias, que aconteceu em novembro de 2020, foi um evento acadêmico pensado para todas (os) interessadas (os) em discutir suas pesquisas sobre gênero e Relações Internacionais, desde alunas (os) da graduação até doutores e pós-doutores. Nosso objetivo era unir em um espaço, mesmo que virtual, todos estudantes e pesquisadores do Brasil e até mesmo da América Latina neste seminário.

 

O recorte do seminário para o sul global seguiu o tema que havíamos decidido previamente no início do ano para o grupo de estudos. A maioria dos estudos de gênero em Relações Internacionais, assim como o mainstream das Relações Internacionais são voltados para o Norte, ficando o Sul à margem. No entanto, há uma grande necessidade olharmos para este lado do globo, movimento que já vêm acontecendo há um tempo na academia. Além disso, acreditamos que por nos encontrarmos ao Sul, devemos olhar para essas teorias e objetos de pesquisa que apresentam, muitas vezes, uma realidade e origem distinta ao Norte.

           


I Seminário MaRias

 

comissão organizadora .jpeg

Foram 7 GTs da graduação e 9 GTs da pós-graduação, com 4 trabalhos em cada um e 2 coordenadores. Recebemos trabalhos das quatro regiões do Brasil (4 da região Norte, 3 do Centro-Oeste, 21 do Nordeste, 16 do Sul e 42 do Sudeste) e, também, 1 da Argentina, 1 do Chile e 1 dos Estados-Unidos.

 

Dos 89 trabalhos submetidos, apenas 1 foi de um homem, sendo todos os outros de mulheres. Este dado mostra que os estudos de gênero, apesar de estar presente em todo o Brasil, ainda é de interesse quase exclusivamente de mulheres. Em relação a raça de identificação das autoras, 71, 9% eram brancas, 11,2% pardas, 10,1% pretas, 2,2% amarela e 4,5% preferiu não declarar.

A maioria dos trabalhos enviados foram de graduandas, 39,3%, em seguida, de mestrandas, 29,2%, depois, doutorandas, 7%, as mestras foram 6,7%, as graduadas 7,9% e doutoras 1,1%. Estes números mostram um grande equilíbrio de interesse nos estudos de gênero nas RI da graduação e pós-graduação.

Veja as fotos abaixo

A mesa de abertura “Questionando o campo das RI a partir dos estudos de gênero no Sul global”

A mesa contou com a participação da Aline Tereza Borgui Leite, coordenadora de Relações Internacionais da PUC- Goiás, da Lara Martim Rodrigues Selis, professora da Universidade Federal da Uberlândia (UFU), e da Lená Medeiros de Menezes, professora Emérita da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). As pesquisadoras trouxeram valiosas reflexões sobre o tema. A gravação pode ser vista abaixo ou no nosso canal no Youtube

Fórum de Grupos de Gênero e RI

Ele reuniu diversos grupos de gênero e Relações Internacionais de todo o Brasil. O objetivo deste fórum foi promover uma troca de experiências entre os grupos e refletir sobre a possibilidade de construir um trabalho em conjunto. Como resultado deste evento, tivemos a construção de uma rede de gênero, sexualidade e Relações Internacionais. Leia mais sobre as nossas parcerias

A Mesa de encerramento "Feminismo Movimento e Resistência na América Latina"

A mesa foi formada pela Julieta Paredes, ilustre ativista, pesquisadora e teórica do feminismo comunitário e pela Natália Félix, professora de Relações Internacionais da PUC-SP, como palestrantes e Tchella Fernades Masso, professora da Universidade de Grande Dourados (UFGD), como mediadora. As pesquisadoras apresentaram diferentes perspectivas sobre o tema. A gravação pode ser vista abaixo ou no nosso canal no Youtube. 

Veja alguns momentos do nosso seminário